Receita de peeling caseiro para clarear a pele

Muita gente quando ouve falar em peeling, logo imagina se tratar de um procedimento feito só em clínicas de estéticas e, geralmente, muito caro, porém, o que nem imaginam é que o peeling pode sim, ser feito em casa mesmo, com soluções caseiras, e é isso que vamos mostrar aqui. Antes de mais nada é bom saber que o peeling caseiro é indicado para todos os tipos de pele, ele auxilia na eliminação das células mortas mantendo a pele jovem, saudável e bonita.

Veja Também: Peeling em lenço: nova mania para rejuvenescer

peeling caseiro para clarear a pele

Peeling é um tratamento estético facial que pode ser realizado em clínicas de estéticas com profissionais capacitados ou mesmo em casa com receitas caseiras. O principal objetivo do peeling é proporcionar uma pele lisa e jovem, indicado para combater o envelhecimento precoce, remover linhas de expressão, remover células mortas, estimular a renovação celular, auxiliar no rejuvenescimento da pele, clarear manchas de acne e as que são causadas pelo sol, além de promover a maciez e brilho natural. Mostraremos como você mesma pode fazer um peeling caseiro para clarear a pele.

Leia também: Peeling Caseiro para rugas

Bem, claro que em casa não serão usados os mesmos produtos dos dermatologistas, que possuem ácido retinoico e devem ser aplicados somente pelos especialistas, porém, vamos usar ingredientes que irão melhorar a aparência da pele, que junto com alguns cuidados diários, ajudarão a prevenir e até eliminar manchas.

Veja Também: Receita caseira de máscara facial de Ivo Pitanguy

Primeiramente, é muito importante realizar a limpeza da pele com um sabonete neutro, aplicar um pedaço de algodão embebido com loção tônica sem álcool removendo as impurezas causadas pela poluição, suor e resíduos de maquiagem.

Veja Também: Limpeza de pele passo a passo

receita de peeling caseiro para clarear a pele
O peeling caseiro deve ser realizado na pele uma vez por semana, e a receita deve ser aplicada no rosto com movimentos leves e circulares, promovendo uma esfoliação superficial com o objetivo de renovar a camada da pele, lembrando que o peeling caseiro é suave, não agride os poros, mas elimina todas as impurezas, favorecendo a aplicação de cremes de hidratação, já que a pele irá respirar melhor e absorver os ativos dos cremes, deixando a pele macia e saudável.

Veja Também: 7 Dicas para prevenir e combater poros dilatados

Vale ressaltar que o peeling serve para renovar os nutrientes que são perdidos diariamente pela ação da umidade, calor, sol e vento.

Receita de peeling caseiro para clarear a pele
como fazer um peeling caseiro para clarear a pele
Ingredientes:
– Uma colher de mel,
– Uma colher de germe de trigo ou flocos de aveia,
– Uma colher de açúcar e um pouco de água.

Misture bem todos os ingredientes e aplique no rosto, com a ponta dos dedos e com movimentos suaves. Deixe a mistura agir por alguns minutos e enxágue com água fria. Depois aplique o hidratante indicado para seu tipo de pele (mista, oleosa, seca ou normal).

Veja Também: Receitas de máscaras caseiras para todos os tipos de pele

Lembre-se que a pele do rosto é fina e sensível, portanto, para finalizar os cuidados, é necessário aplicar filtro solar diariamente, mesmo no inverno e em dias sem sol, para manter a pele protegida e evitar, assim, o aparecimento de manchas causadas pela exposição solar.

Chá de canela com gengibre; confira benefícios e propriedades

O gengibre e a canela estão entre as especiarias mais consumidas pelo mundo

A combinação de alguns ingredientes naturais, sobretudo no preparo dos chás, pode representar variados ganhos para à saúde. No que diz respeito a combinação de canela e gengibre, muitas propriedades e benefícios podem ser evidenciados.

O gengibre e a canela estão entre as especiarias mais consumidas ao redor do mundo. Seu uso se arrasta desde a antiguidade, até os dias de hoje, principalmente pela facilidade com que os dois ingredientes são encontrados.

Essa combinação ajuda no processo digestivo, no tratamento e prevenção de gripes e resfriados, alivia da dor, possui ação antiviral e o mais explorado perante todas as propriedades, o poder emagrecedor.

Porém, para fazer uso do chá de gengibre com canela, a recomendação é consultar um médico. Pois, mesmo se tratando de ingredientes naturais, o uso indiscriminado pode trazer sérias consequências à saúde humana.

Leia também: chá de gengibre emagrece

Propriedades do chá de canela com gengibre
O chá de canela com gengibre emagrece e combate gripes, resfriados e dores de garganta
A combinação da canela com gengibre tem alto poder emagrecedor (Foto: depositphotos)

A combinação da canela com gengibre, além de muito saborosa, apresenta uma série de propriedades. Antes de conhecer, de fato, todas elas, é bom que você saiba que cada uma delas tem lá os seus benefícios.

Emagrece
Uma das propriedades que mais se destacam em relação ao chá de canela com gengibre é o poder de auxiliar no emagrecimento, justamente pelo efeito termogênico da bebida, que promove a queima de gordura e calorias.

Sendo assim, esse chá “aumenta a temperatura corporal, acelera o metabolismo e ajuda a queimar gordurinhas desnecessárias”, afirma a nutricionista Carol Morais.

Reduz colesterol
O chá de canela com gengibre reduz a absorção de colesterol pelo corpo. Isso acontece devido ao aumento do processamento das gorduras pelos ácidos biliares.

Veja também: Benefícios do chá mate para o colesterol

Alivia dores
Dando sequência aos benefícios associados a bebida, ela possui ação anti-inflamatória e antifúngica. Dessa forma, ela pode ser usada para combater as dores causadas pela artrite. A bebida também tem o poder de reduzir o inchaço corporal.

Evita gripes e resfriados
Devido a ação antiviral, o chá tem o poder de impedir que vírus e bactérias ataquem o corpo, evitando doenças como gripe, resfriado e até infecções.

Combate diabetes
O consumo do chá de canela atua contra a diabetes. “Ele aumenta a sensibilidade à insulina, o que ajuda a ampliar o centro de saciedade no cérebro e reduz os níveis de açúcar no sangue, podendo ajudar no tratamento de pessoas com diabetes tipo II”, emenda Carol Morais.

Conheça os benefícios isolados dos ingredientes
Depois de conhecer em quais situações a junção da canela com o gengibre é benéfica para o corpo, agora chegou a hora de conhecer os benefícios isolados de cada um desses ingredientes.

Benefícios da canela
Além de emagrecer, a canela também consegue combater o colesterol ruim
Essa especiaria é, sobretudo, lembrada devido a sua ação termogênica (Foto: depositphotos)

A canela é encontrada com mais facilidade na Ásia do Sul e a região de Oriente Médio. Ela tem propriedades antioxidante, antibacteriana e anti-fúngica. Isso se deve ao fato dela conter minerais como manganês, ferro e cálcio.

Entre os benefícios para a saúde agregados a canela estão: redução dos níveis de açúcar do sangue, colesterol e dor das artrites. A canela também ajuda na digestão, trata diarreia, resfriado, dores de cabeça e enxaqueca.

“A canela melhora o aspecto da celulite, pele, é preventivo do envelhecimento precoce, bem como patologias mais severas como o câncer”, destaca a nutricionista Isabella Correia.

Veja também: Chá de canela: é verdade que ele é abortivo? Descubra

A canela também faz bem ao sistema respiratório e controla o impulso e função cognoscitiva, estimulando o cérebro. Ela também pode auxiliar no processo de emagrecimento e evita problemas cardíacos.

Esse ingrediente também pode ser usado por quem tem diabetes, principalmente pelo fato de melhorar a atividade da insulina. Por seu uso está vinculado a acabar com as dores do corpo, a canela também atua contra os sintomas de artrite.

“A canela é eficaz contra a candidíase vaginal, candidíase oral e úlceras estomacais. Inclusive, a canela começa a ser pensada como uma possibilidade de conservação de alimentos, já que inibe o crescimento de diversas bactérias”, completa a nutricionista Luciana Silva.

Benefícios do gengibre
O gengibre é especialmente conhecido pela sua ação bactericida
Essa raiz combate gripes, resfriados e inflamação na garganta (Foto: depositphotos)

O gengibre é uma raiz de origem asiática. Ele é visto como um poderoso remédio natural, principalmente pela ação antibactericida. Dessa forma, ele combate problemas respiratórios, tais como asma, bronquite e congestão do peito.

“É uma fonte rica de vitamina B6, magnésio, cobre, potássio e outros minerais. O gingerol, que é o composto que dá aquele saborzinho picante ao gengibre, é também antisséptico, anti-inflamatório e antioxidante”, endossa a nutricionista Carol Marais.

Além do mais, o gengibre também combate a gripes, resfriados e inflamação na garganta. Devido as suas propriedades antivirais, o gengibre também é benéfico ao sistema imunológico, protegendo o corpo de muitas ameaças.

Veja também: Como usar chá de gengibre para emagrecer

O ingrediente também é usado com o propósito de aliviar as náuseas e combater as dores de cabeça. Os problemas relacionados a osteoporose também são combatidos. O gengibre alivia o desconforto causado por dores estomacais e regula o intestino.

No que diz respeito ao combate a certos tipos de tumores cancerígenos, o gengibre também se mostra bastante eficaz. Ele tem o poder de auxiliar no tratamento de reumatismo e cólera.

Chá de canela com gengibre
A indicação é de que o chá de gengibre com canela seja ingerido três vezes ao dia
O gengibre ralado e a canela em pau são as formas indicadas para o chá (Foto: depositphotos)

Ingredientes
300 ml de água filtrada;
1 colher (de sopa) de gengibre ralado;
1 pau de canela.
Modo de preparo
Para preparar o chá de canela com gengibre você vai precisar de uma panela com tampa. Coloque a água para ferver. Assim que entrar em ebulição, acrescente o gengibre ralado e a canela em pau e deixe ferver por cinco minutos.

Passado o tempo recomendado, desligue o fogo. Permaneça com a panela tampada por mais 10 minutos. Isso vai ajudar os ingredientes a soltarem todos os benefícios na água. Antes de ingerir, pegue uma peneira e passe a mistura por ela.

Veja também: 20 opções de chás naturais para emagrecer

A recomendação é que a bebida seja ingerida até três vezes por dia. Nesse ponto, não custa nada lembrar que, antes de inserir o chá de canela com gengibre no seu dia a dia, o médico deve ser consultado.

Drenagem linfática emagrece?

Entenda se a técnica realmente ajuda na perda de peso, ou se só melhora esteticamente o corpo

Muitas pessoas buscam tratamentos estéticos, como a drenagem linfática, com o objetivo de emagrecer. Mas será que esses tratamentos realmente tem esse efeito? Para esclarecer essa dúvida, é preciso primeiro entender como a drenagem linfática funciona.

O sistema linfático, mesmo apresentando vasos frágeis, auxilia na remoção do excesso de líquido, moléculas de proteínas e resíduos celulares que vêm do resultado do metabolismo celular, entre outras matérias dos espaços teciduais. Além de seu funcionamento ser ligado ao sistema vascular, pode ser visto como alternativo meio de drenagem, tornando os líquidos em movimento, trazendo equilíbrio de proteínas e líquidos teciduais.

Leia também: Drenagem Linfática o que é

Qualquer alteração negativa no funcionamento circulatório normal do organismo pode caracterizar disfunção, podendo acarretar a necessidade de optar por um sistema de drenagem externo. Neste caso, a drenagem linfática manual está indicada para inchaço, podendo ser priorizada também em casos de pré e pós-operatório, desintoxicação, regeneração do tecido e caso de comprometimento do retorno da circulação sanguínea.

Leia também: Kifina funciona

O líquido que está no espaço entre tecidos é levado para o centro de drenagem através de manobras manuais específicas com pressão externa e velocidades adequadas, que, se realizadas por um profissional competente, levam o líquido de dentro do vaso linfático a se deslocar e a produzir uma queda da pressão dentro do vaso, o que auxilia na entrada do excesso do líquido intersticial para o interior do vaso, através de pressão negativa. Considera-se uma abordagem suave e lenta, empurrando a linfa (líquido circulante no sistema linfático).

Leia também: Phytophen funciona

A drenagem linfática não produz emagrecimento, mas, ao melhorar a condição do edema existente no indivíduo, trazendo melhora na retenção de líquido pré-existente, passará essa impressão, pois há uma aparência de menor inchaço.

E outros tipos de massagem?
Já a massagem modeladora é uma técnica que visa ao remodelamento de gordura localizada corporal por meio de manobras vigorosas que a maleabilizam e facilitam sua reorganização. Neste caso, haverá melhora do contorno corporal, ativação da circulação local e melhora de textura da pele. Embora também atue sobre a circulação, possui objetivos diferentes e, ao melhorar o contorno corporal, através do remodelamento da gordura localizada existente no tecido abordado, pode gerar diferença nas medidas, não produzindo o emagrecimento de fato, mas sim uma resposta visual diferenciada da anterior ao procedimento.

Tanto a drenagem linfática quanto a massagem modeladora não têm por si só o poder de emagrecer um indivíduo e, como todo tratamento, requerem complementos de uma boa alimentação e prática de atividade física, que são hábitos importantes na condição do emagrecimento, fora o acompanhamento com profissionais competentes e habilitados para prescrição de uma dieta e de atividades que irão promover essa condição.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Biotina: tratamento para queda dos cabelos

A alimentação equilibrada e completa é fundamental para saúde, contribuindo para beleza das unhas, peles e do cabelo, mas alguns nutrientes específicos podem ajudar no crescimento, na prevenção da queda e no fortalecimento dos fios. Quando a alimentação não contém quantidades adequadas desses nutrientes, pode levar a deficiência nutricional.

Leia também: o que é Biotina

Uma das vitaminas fundamentais para a saúde dos cabelos é a biotina, também conhecida como vitamina H e que faz parte do complexo B. Esta vitamina é necessária para diversas funções importantes, como funcionamento das células, metabolismo de proteínas e de gorduras, na integridade da pele, além de ser essencial para que outras vitaminas do complexo B exerçam suas funções.

biotina previne queda de cabelo
A biotina auxilia na absorção da queratina, principal componente do fio capilar. Atua ainda, no fortalecimento da raiz, sendo eficaz na prevenção e no tratamento da queda de cabelo. A quantidade de biotina recomendada para um adulto saudável é de 30 microgramas por dia, sendo facilmente consumidas ao longo das refeições.

biotina: fontes alimentares
A biotina pode ser encontrada em abundância por meio da alimentação em:

Leite e derivados
Carne vermelha, aves e peixes
Gema de ovo
Alguns vegetais, como couve-flor e espinafre
Soja e ervilha
Banana e morango
Algumas oleaginosas, como nozes
suplemento de biotina
Caso o consumo alimentar não supra as necessidades diárias, o uso de suplementos pode ser indicado, e pode ser consumido na forma de cápsulas ou em pó. Em alguns casos de queda grave, pode ser necessário uma dose maior da vitamina, devendo ser prescrita pelo médico ou nutricionista.

A associação da biotina com outros nutrientes essenciais para os cabelos, como outras vitaminas do complexo B, vitamina A, ferro, zinco e magnésio, também oferecem benefícios na prevenção da queda.

Questões sobre Varizes O que são varizes?

São veias permanentemente dilatadas, tortuosas e sem função.
Sua incidência está em cerca de 15% na população adulta, sendo 3 vezes mais nas mulheres do que nos homens em decorrência de fatores hormonais.
São raras antes dos 14 anos de idade e geralmente, quando ocorrem em crianças, fazem parte de deformidades vasculares congênitas.
A partir da puberdade há aumento progressivo na incidência das varizes, sendo que acima dos 70 anos, cerca de 70% das pessoas apresentam dilatações venosas nos membros inferiores.
A Variz é uma doença hereditária. O indivíduo com propensão genética nasce com menor resistência da parede das veias e essa predisposição, associada a fatores desencadeantes como gestações, obesidade, sedentarismo, profissões que implicam em tempo prolongado em posição ereta (barbeiros, balconistas, porteiros) ou que exigem grandes esforços (estivadores, halterofilistas), favorecem o surgimento das varizes.

Como é feito o seu diagnóstico?
Pelo simples exame clínico, na maioria dos casos, o médico pode identificar as veias varicosas e determinar sua origem, isto é, se primárias ou secundárias.
Os exames complementares ficam restritos a casos em que haja dúvidas, e os testes empregados atualmente são, na maioria dos casos, não invasivos.
O Doppler venoso é um exame de ultrassom realizado no consultório para se avaliar a presença de um bloqueio no sistema venoso profundo.

Leia também: comprar Varicell

O Duplex-Scan (Eco-Doppler) também é um exame de ultrassom especialmente construído para o exame dos vasos sanguíneos, que permite, sem a necessidade de injeção de contraste ou irradiação com Raio X, a visualização de obstruções de veias ou artérias.
Quando os exames anteriores são insuficientes para o esclarecimento do caso, emprega-se no sistema venoso para se detectar bloqueios nas veias e avaliar a função das válvulas.

Quais os sistomas mais freqüentes?
Os sintomas das varizes, normalmente são: dor ou desconforto nas pernas em posição ereta.
Nos casos mais avançados pode aparecer edema (inchaço) nas pernas, que se acentua no final da tarde, causando desconforto nas pernas.

Quais são os tipos de varizes?
As varizes podem ser classificadas em dois tipos: primárias (essenciais) e secundárias.
As primárias constituem a maioria das varizes vistas na prática médica. Elas decorrem de fatores hereditários, são genéticas e associadas aos fatores desencadeantes
(gestação, profissões que requeiram longos períodos em pé).
É relativamente freqüente a associação de varizes com outros problemas tidos como hereditários, tais como pés planos, hemorróidas, hérnias e outros.
As varizes secundárias decorrem, em geral, da obstrução das veias profundas (principais) causadas por um processo de tromboflebite.

Varizes e Gestantes:
A gestação é o fator desencadeante mais importante e que faz com que a incidência das varizes predomine nas mulheres. Nessa condição, além das alterações hormonais que ocorrem durante todo o período de gravidez, na segunda metade da gestação há aumento da pressão nas veias das pernas devido à compressão do útero.
Se esse aumento de pressão não for suficiente para provocar dilatação permanente, as veias voltam ao seu calibre inicial após o parto. Isto costuma ocorrer após a primeira gestação; no entanto, com as gestações sucessivas, as veias tendem a se dilatar, tornando-se varicosas e assim permanecem após os partos.

Tratamento para varizes:
As varizes dos membros inferiores podem ser tratadas por métodos clínicos ou cirúrgicos.
Não existe tratamento medicamentoso para as varizes.
Os chamados medicamentos flebotrópicos somente aliviam a sensação de peso e cansaço nas pernas, porém não tem nenhum efeito preventivo ou curativo nas veias varicosas.
O tratamento clínico consiste em quatro itens:
• utilização de compressão elástica;
• exercício físico regrado;
• evitar longos períodos em posição ereta;
• perda de peso, se necessário.
A compressão elástica com meias ou bandagens visa comprimir as veias insuficientes, retirando o excesso de sangue do seu interior e evitando o edema de pernas.
Para maiores informações, consulte um angiologista ou um cirurgião vascular.

Quais são as principais complicações das varizes?
São cinco as principais complicações das varizes dos membros inferiores:
• tromboflebite superficial;
• sangramento pelas veias varicosas (varicorragia);
• hiperpigmentação (manchas escuras da pele);
• eczema; e
• úlcera (ferida) de pele (úlcera varicosa).
A tromboflebite superficial consiste na inflamação da parede da veia com formação de coágulos no seu interior. A veia torna-se endurecida, avermelhada, quente e muito dolorosa, impedindo o paciente de andar adequadamente. Em geral não existe maior gravidade, constituindo apenas uma complicação incomodativa do doente. No entanto, quando ela ocorre nas veias safenas, pode apresentar maior gravidade pela possibilidade de originar embolia pulmonar.
A varicorragia consiste no sangramento por rompimento de uma veia varicosa. Em geral ocorre naquelas dilatações venosas bem superficiais, com parede muito fina.
É ocasionada por traumas; mesmo pequenos traumatismos, aqueles quase nunca percebidos, pelo simples roçar da perna em alguma estrutura rígida, podem provocar ruptura da veia.
A hiperpigmentação da pela (manchas) ocorre em casos crônicos. Localizam-se nas pernas, no seu terço inferior ou sobre trajetos venosos varicosados. Não causam dor, mas particularmente em mulheres, interferem na estética da perna e, para desventura delas, não desaparecem após a operação das varizes.
O eczema varicoso caracteriza-se por lesão avermelhada e descamativa na pele das pernas, acompanhada de prurido (coceira). Em geral se acentua com o uso de pomadas a base de antibióticos ou sulfa, que intensificam a reação alérgica, podendo, em alguns casos, tornar o eczema disseminado por todo o organismo.
A úlcera varicosaé a complicação mais grave das varizes. Na grande maioria das vezes, ela se localiza no terço inferior da perna, na parte interna, junto ao tornozelo. Podem surgir após leves traumatismos que, em indivíduos não varicosos, não teriam maiores consequências.
Tornam-se particularmente dolorosas quando se infectam e são de difícil cicatrização.

Existem varizes internas?
Não. As varizes são sempre visíveis e palpáveis.
Algumas pessoas que apresentam dores nas pernas (causadas por diversos fatores), atribuem as dores às varizes.
Como não apresentam varizes visíveis, constumam dizer que têm varizes internas.

O que são vasinhos?
Os vasinhos são chamados de Teleangiectasias e nunca se tornam varizes.
O único tratamento aceito na atualidade, sem efeitos colaterais e com ótimos resultados é a escleroterapia que consiste na injeção de substâncias irritantes dentro deles com a finalidade de eliminá-los. O método a Laser para o tratamento de “vasinhos” é no momento inadequado. Já foi testado, e comparando-o ao método convencional, revelou-se menos eficaz e mais caro, provocando manchas irreversíveis na pele.
Atualmente não é aceito pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular.
Existe um outro método para tratar os “vasinhos” que alguns poucos especialistas estão usando.
Trata-se de um aparelho chamado Photoderm, que consiste em queimar os “vasinhos” com um feixe de luz apropriado. A dificuldade maior no uso desse aparelho é sua regulagem, pois cada tipo de pele exige emissão de luz específica. Trata-se de um método promissor que, no entanto, necessita de melhor avaliação nos seus resultados para poder ser indicado.

O Verdadeiro suco detox verde ajuda a emagrecer e secar a barriga

Nos dias atuais as pessoas procuram bastante por métodos de emagrecimento, e as vezes acaba fazendo as dietas erradas, se frustram por não conseguir perder peso, porém o erro de muitas pessoas é saber para que realmente serve, aquele alimento, no caso, as combinações corretas, de frutas, folhas e hortaliças.

O Verdadeiro suco detox verde ajuda a emagrecer e secar a barriga (imagem: reprodução/internet)
Você já deve ter ouvido muito sobre o famoso suco detox verde, mas você conhece todos os seus benefícios para a saúde?

Primeiramente você precisa saber que o suco detox possui as funções de desintoxicar e fazer uma limpeza intensa no organismo, auxiliando o melhor funcionamento do intestino e do estomago.

Isso irá trazer benefícios para o corpo, como evitar certos tipos de doenças, como também curar algumas dores no corpo, como a enxaqueca, além de possuir ação diurética, os sucos detoxs com a combinação correta vai estimular seu organismo na perda de peso, e ajudar a permanecer no seu peso ideal.

Leia também: Suco verde

Quais funções e benefícios o suco detox verde possui e como ajuda a perder peso
O verdadeiro suco verde vai ajudar o organismo na saciedade da fome por mais tempo, ou quando for consumir algo, vai ingerir poucas quantidades de alimentos.

O suco irá aumentar sua disposição física e bem-estar, lhe proporcionando maior energia, melhorando a circulação do sangue do seu corpo, além de ser rico em antioxidantes, age diminuindo a retenção de líquidos e fortalecendo o sistema imunológico, evitando que você tenha algumas doenças oportunistas, como a diabetes tipo 1 ou 2, ajudando a regular a glicemia do sangue.

O Verdadeiro suco detox verde ajuda a emagrecer e secar a barriga (imagem: reprodução/internet)
Como é feito o suco detox verdadeiro para emagrecer
O suco detox verdadeiro, não leva açúcar, e também não é feito com água e essa é a grande curiosidade do suco verde natural que também é chamado de leite da terra, pois geralmente os sucos verdes que são feitos, utilizando água ou suco de laranja não são originais.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Pois o que muitos não sabem é que isso acaba perdendo as propriedades do suco verde, pois o verdadeiro suco verde possui um alto poder hidratante que além de ajudá-lo a emagrecer mais rápido não irá prejudicar a sua saúde.

Confira a receita do suco verde original detox que além de ajudar na sua saúde, também auxilia a emagrecer
Ingredientes:

3 folhas de couve
1 pepino de médio a grande
1 maça (remova as sementes)
1 cenoura de média a grande
1 pedaço de gengibre de mais ou menos 4 cm
1 pedaço de açafrão da terra de mais ou menos 4 cm
7 ramos de hortelã

Leia também: Kifina funciona

O Verdadeiro suco detox verde ajuda a emagrecer e secar a barriga (imagem: reprodução/internet)
Como fazer: Primeiro você irá cortar os ingredientes sólidos como por exemplo o pepino, faça a mesma coisa com os outros ingredientes, ponha no liquidificador e use a cenoura como auxilio para ir ajudando o liquidificar triturar os ingredientes, até que fique uma porção homogênea.

Lembre-se de acrescentar a cenoura enquanto faz esse processo, para coar utilize um coador voal, num recipiente e vá espremendo, com isso irá sair o líquido do suco, é a água que não possuí nenhuma impureza, pois ela saí dos vegetais, chamada também de água medicinal, o suco verde original.

Leia também: Phytophen funciona

O suco verde deve ser ingerido ao menos 3 vezes por semana, é recomendável ser consumido em jejum, mas caso não possa, pode toma-lo antes do seu almoço. Lembrando que é importante sempre se consultar com seu médico nutricionista.